4/27/2009

Eu Pecadora





todas as tempestades me assolaram,deitando-me indefesa aos teus doces e delicados pés.
a bonança nunca conheci.as intempéries da natureza sempre foram o meu castigo
chicoteando o meu fágil corpo já de pedra grés gelada.o meu coração, caiu não sei onde. disseram-me os animais, de olhos brilhantes, que escorregou, por culpa da chuva que me laminou o corpo - sangrando-o. nada tenho para dar, nada tenho para oferecer.o amor desconheço, a paixão já não me assiste.. sinto-me um corpo ambulante sem alma,à espera da inevitável tempestade. sem vontade própria, aprendi a despir para agradar - sem pudor, nem remorsos. exponho este corpo como castigo...





- que me perdoem, pois sou uma triste peacadora!

4 comentários:

Eternus disse...

Regressei, depois de muito tempo a recuperar o coração.

secrets in me disse...

Coração recuperado...então as boas vindas é o que venho aqui desejar!
Obrigado pela visita ao meu blog. Volta sempre...que desejares!

beijinho secreto

Eternus disse...

Secrets obrigada pelas palavras :)

Pedro M disse...

Ohhh minha querida...

é tão doce o pecado...

Beijo